Arujá sedia audiência pública do PDUI

Autoridades e representantes da sociedade civil de Arujá participaram na terça-feira (07/11) à noite da audiência pública do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI)

Política Em 08/11/2017 18:21:51

por Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Arujá

Autoridades e representantes da sociedade civil de Arujá participaram na terça-feira (07/11) à noite da audiência pública do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI) realizada no município pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) e a Secretaria Executiva do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP).

O Plano tem o objetivo de traçar as diretrizes que orientarão o desenvolvimento urbano e regional, por meio do compartilhamento de responsabilidades, do planejamento e da execução de políticas públicas de interesse comum. Já as audiências buscam aumentar o conhecimento público e dar voz à sociedade civil no processo de discussão e elaboração do documento que até o final do ano será a base de um projeto de lei a ser analisado pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

O documento é elaborado com base em funções de interesse comum nas áreas de planejamento e uso do solo, transporte e sistema viário regional, habitação, desenvolvimento econômico, saneamento ambiental e meio ambiente. Ele está previsto no Estatuto da Metrópole.

Presente na audiência, o prefeito José Luiz Monteiro apresentou um apanhado de medidas adotadas sem planejamento em décadas passadas e que refletem negativamente nos dias atuais para pedir participação ativa do povo na construção de PDUI responsável humana, social e ambientalmente.

"A indústria automobilística era tão necessária? As pessoas foram consultadas ou incentivadas a consumir de tal forma que hoje a gente é obrigado a discutir soluções (de mobilidade urbana)? Falamos em desassoreamento e despoluição do Rio Tietê. Há 20 anos havia placas ao longo do rio falando desse projeto, que não foi levado adiante", disse.

"Por isso que a população precisa estar aqui, nesta e em outras audiências. Somos fiscais, pagamos impostos e recolhemos tributos para que se desenvolva o bem estar da população. Estamos em uma região com 20 milhões de pessoas e temos de ser radicais no respeito ao meio ambiente. Se a gente não fizer o futuro, que vida terão nossos filhos e netos?", concluiu.

O conteúdo do PDUI foi apresentado durante a audiência. Uma cópia do Caderno Preliminar de Propostas foi disponibilizada aos presentes e está disponível para consulta no site www.pdui.sp.gov.br.

As sugestões e propostas apresentadas no evento poderão ser incorporadas como complemento ao projeto de lei que será encaminhado à Alesp.

 

Participaram da audiência o secretário municipal de Planejamento, Juvenal Penteado, o adjunto de Obras, Flávio de Senço, o presidente da Câmara, Abel Franco Larini, os vereadores Luiz Fernando Alves de Almeida e Ana Cristina Poli, o secretário de Verde e Meio Ambiente de Mogi das Cruzes e representante do Condemat, Daniel Teixeira, a integrante da Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa), Cláudia Helena Leite, entre outras pessoas.