Alencar vence mais uma vez

Na eleição para a mesa administrativa da Câmara de Santa Isabel, composição mantém o atual presidente no cargo em 2018

Política Em 23/06/2017 22:02:32

A surpresa ficou por conta do vereador Márcio Pinho (PSC). Desde as primeiras horas de terça-feira passada já era dada como certa a vitória do Vereador Alencar para a presidência do legislativo em 2018, mas tão logo se anunciou o início da eleição, Márcio se posicionou de pé e solenemente anunciou: Também sou candidato!

Seu gesto se repetiu mais duas vezes obtendo o mesmo resultado: para primeiro e segundo vice-presidente, sendo derrotado por 14 votos a 1. No dia seguinte, na redação do Jornal Ouvidor, Márcio explicou a sua estratégia: sei que minha atitude legitimou a eleição do vereador Alencar, mas ofereci a meus companheiros a possibilidade de uma alternativa. Não acho que o confronto com o executivo seja uma forma proativa de contribuir com o desenvolvimento do município e, me parece que o confronto tem sido o instrumento utilizado pelos vereadores para obter o apoio da Prefeita aos seus pleitos!

A Câmara de Santa Isabel estava prestigiada pelo público que ansiava por assistir ao desfecho de uma semana de negociações entre o vereador Alencar e a Prefeita Fábia Porto. Na véspera as redes sociais já anunciavam nomes e fotos de uma composição destinada a governar o legislativo a partir de primeiro de janeiro de 2018. Sob o comando do experiente vereador Alencar, todos os demais vereadores haviam desistido de disputar a presidência, distribuindo os demais cargos na mesa conforme os partidos. Assim o vereador Cleber Kerchner (Clebão do Posto), do PR, ficou com a primeira vice-presidência e Van do Negavan (PMDB), com a segunda vice-presidência.

O restante da Mesa ficou composta com Maurício Platz (PHS) como primeiro secretário; Gabriel da Água (PRB), como segundo secretário; Luizão Arquiteto (PR), como terceiro vice-presidente e Marquinhos da Pelican (PSL), como terceiro secretário.

Segundo o Presidente Alencar a Câmara de Santa Isabel é provavelmente a única que elege a mesa administrativa seis meses antes da conclusão de seu mandato. Para ele essa inovação permite um planejamento dos trabalhos dos vereadores, melhorando a adequação dos orçamentos e uma transição administrativa mais tranquila durante os quatro anos do mandato.

 

Notícias Relacionadas