A música transformou a vida da família

Pai e filho se dedicam a música e aguardam, esperançosos que Santa Isabel volte a incentivar os talentos da Orquestra, Fanfarra e Banda Municipal

Cidades Cultura Perfil Em 09/09/2016 21:54:01

 

Wallace Salvador de Oliveira, tem 13 anos, mas já é uma referência no trombone. Integrante do projeto da Orquestra de Metais da Emef João José de Almeida Filho, este jovem isabelense já tocou para todos os Maestros do Brasil, em uma apresentação especial junto com a Escola de Música do Teatro Municipal de São Paulo.

Há quatro anos, quando se interessou pela orquestra Wallace acabou envolvendo o pai Willians Almeida de Oliveira que era caminhoneiro e hoje é professor de música. Juntos eles se comunicam através de notas. Wallace timidamente e Willians orgulhoso. Cada aprendizado é uma conquista para toda a família.

Com a suspensão da Orquestra devido aos cortes no orçamento feitos pela Prefeitura de Santa Isabel, o menino que recebia uma bolsa de pouco mais de R$220,00 ainda tem como incerto o futuro nas aulas que faz em São Paulo. Lá no teatro municipal ele é mais um jovem promissor estudante de música, mas para chegar até a Capital há custos que, agora estão mais escassos. As aulas que seu pai dava para a fanfarra municipal também foram cortadas. Estamos fazendo de tudo para que ele não pare de estudar.

O que um dia foi atividade complementar, com o tempo se mostrou um talento que virou uma habilidade que Wallace deslumbra como seu futuro profissional. A mãe Franciele Salvador de Oliveira é só orgulho, ela acompanha o filho em todas as aulas em São Paulo.

Na última semana de agosto, Wallace se apresentou no Conservatório de Tatuí, uma das instituições mais conceituadas do mundo em formação de música. “Foi a primeira apresentação fora da escola, todos os grandes maestros do país estavam presentes participando do seminário de regência”, descreve o Maestro Edmar Valinhos, feliz pelas conquistas de Wallace.

“A música mudou minha rotina, antes eu não fazia nada”, conta o jovem trombonista. “Esperamos que o sonho não se acabe ou seja suspenso, como foi a nossa orquestra”, finaliza o pai com notória preocupação.