31 pessoas morreram de febre amarela na região

Ao todo 76 pessoas contraíram febre amarela em cinco cidades da região, deste total, 31 morreram em decorrência da doença. Os números são da secretaria de Saúde do Estado de São Paulo

Saúde Em 11/05/2018 21:27:31

por Bruno Martins

O número de pessoas contaminadas por febre amarela em Arujá, Guarulhos, Igaratá, Nazaré Paulista e Santa Isabel já chega a 76 casos confirmados em que 31 foram a óbito. Os números da secretaria Estadual de Saúde foram divulgados nesta semana e tratam apenas os casos importados, ou seja, de pessoas que não residem nestes municípios, mas contraíram a doença neles. 

Das cidades da região, Nazaré Paulista tem o maior número de casos confirmados 30, deste total 12 vieram a óbito. O munícipio faz divisa com Igaratá, onde de acordo com o Estado 3 pessoas contraíram febre amarela e uma morreu (Na tabela ao lado, você confere os números totais das pessoas contaminadas nas cidades da região).

Cidade Casos Óbitos
Arujá  10 4
Guarulhos 20 10
Igaratá  3 1
Nazaré Paulista 30 12
Santa Isabel  13 4
Totais  76 31

 

Os números das secretarias de Saúde dos municípios, não são os mesmos do Estado, uma vez que as cidades contabilizam apenas os casos tratados em suas unidades de saúde, exceto a secretaria de Saúde de Igaratá que afirma ter 3 casos confirmados e 1 óbito: “Fomos muito elogiados pela Vigilância do Estado e nossa Central Epidemiológica no Vale do Paraíba, pois imunizamos 13 mil pessoas e estamos mais de 200% acima da cobertura vacinal proposta pelo Estado, uma vez que nossa população é de menos de 10 mil habitantes”, diz a Secretaria.

Em números divulgados na última semana de março, a prefeitura de Arujá confirma 8 casos positivos da doença e 3 óbitos. E a Prefeitura de Santa Isabel, com 2 casos já confirmados informa que não teve ocorrência de óbito e outros dois suspeitos que estavam em investigação foram descartados.

Arujá informou que imunizou 82.432 pessoas desde a campanha da vacinação na cidade. Em Santa Isabel foram cerca de 61 mil imunizados. As vacinas continuam disponíveis nas unidades de saúde de todas as cidades da região. 

O Estado informa que trabalha em parceria com as cidades para identificar o número de casos confirmados que sejam autóctones (contraídos dentro do estado de São Paulo), de 2017 até os dias atuais, 517 pessoas contraíram a doença em cidades do Estado e 194 morreram em decorrência da doença.